Carlos Vieira e Castro

16 posts
Nascido em Viseu, no 1º de Maio de 55; comerciante e professor (não praticante) de EVT; vice-presidente da Olho Vivo – Associação para a Defesa do Património, Ambiente e Direitos Humanos e activista do Núcleo de Viseu desta ONG. Foi deputado municipal do BE, na AM de Viseu, de 2009 a 2017. É cronista em blogues e jornais regionais. Esporadicamente publica cartoons e faz recitais de poesia. É membro do CORO AZUL – grupo vocal da Associação Gira-Sol Azul.
Ler Mais

ESTAMOS A MATAR FILHOS E NETOS E CONTINUAMOS ALEGREMENTE A SUICIDAR-NOS!

Não, não estou louco, nem sou alarmista ou pessimista. Pelo contrário, sou optimista e acredito que ainda poderemos ir a tempo de inverter o rumo da Humanidade na direcção vertiginosa para o abismo. Os cientistas andam há décadas a alertar-nos para a inevitabilidade de uma extinção em massa da humanidade, caso não consigamos suster, nos próximos anos (anos e não séculos!) as alterações climáticas provocadas pelo aquecimento global.
Ler Mais

Europa entrega refugiados a governos criminosos!

"Envergonha-nos a desumanidade, hipocrisia e duplicidade dos governos europeus no acolhimento de refugiados. O que torna cada vez mais pertinente a criação de um movimento universal para a abolição das fronteiras, à semelhança do internacionalismo abolicionista que do século XVIII ao século XIX levou à proibição da escravatura e do tráfico de escravos, sendo certo que ainda hoje as Nações Unidas desenvolvem esforços para monitorizar as formas contemporâneas da escravatura (como a exploração “escravocrata” do trabalho de imigrantes na agricultura, em Portugal)."
Ler Mais

FOI PARA ACABAR COM A GUERRA QUE SE FEZ O 25 DE ABRIL!

"Ficou-nos a PAZ! O que não é pouco; é quase tudo! O que começou por ser um golpe de Estado e que acabaria por se transformar numa revolução (fugaz como quase todas as revoluções que se deixam iludir pelas canções de embalar da resistência insidiosa das classes desapossadas temporariamente do poder, que nos mandaram para casa, que eles tratavam da ordem e progresso), deve a sua origem à luta vitoriosa dos povos das ex-colónias africanas, que combateram durante 13 anos pela sua liberdade e independência."
António Costa
Ler Mais

Costa conseguiu livrar-se da esquerda. O crescimento da extrema-direita foi um dano colateral da sua estratégia maquiavélica.

Costa só chegou a primeiro-ministro, em 2015, porque BE e PCP lhe garantiram maioria parlamentar. Mas cedo os chamou de “empecilhos” e não só recusou um acordo escrito com o BE, em 2019, como foi esvaziando as negociações à esquerda. Com o PSD e o CDS fracos, faz braço de ferro com a esquerda no OE 2022 e arrisca, com apoio de Marcelo, eleições, com a maioria absoluta no horizonte.
Ler Mais

JÁ É TEMPO DE ELEGER UM(A) DEPUTADO(A) DE ESQUERDA PELO DISTRITO DE VISEU

O distrito de Viseu continua sem ter um único deputado de esquerda. Refiro-me aos partidos à esquerda do PS, já que este se arruma ao centro depois de uns pequenos desvios pelo centro esquerda. Costa, de tanto puxar Rui Rio para o centro dos debates televisivos, acabou a ver uma subida do PSD nas sondagens e agora, assustado, já tenta reabrir as portas que entaipou à esquerda.
Skip to content