O cheiro de uma flor vermelha

Cravo vermelho

É correr despida pelos campos
A semear flores vermelhas.
É pintar flores vermelhas
Nas ruas das cidades.
É ter vasos de flores vermelhas
Com flores de todas as cores.
É parar a olhar o amanhecer
A cheirar as flores vermelhas.

Arquivo sobre o 25 de Abril no Interior do Avesso

Ativista. Formada em Antropologia. Deputada na Assembleia Municipal de Viseu pelo Bloco de Esquerda.

O renascer da arte a brotar do Interior e a florescer sem limites ou fronteiras. Contos, histórias, narrativa e muita poesia.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts
Ler Mais

As Árvores da Liberdade

Amanhã, dia 2 de março, vai decorrer o evento “Plantação Comemorativa dos 50 Anos do 25 de Abril”
Tempo (paisagem de tempestade)
Ler Mais

Tempo

Hoje acordei pensando Que não estava em casa Queria fugir Queria correr Onde estou? Quem sou eu? Será…
Ler Mais

Meu eterno chiaroscuro

O suor dos meus olhos Do esforço de te amar E a dor de minhas mãos Cansadas de…
Skip to content