LGBT-bandeira-22
Ler Mais

Situações insólitas arco-iris

Olá, desta vez é mesmo a Maggie Ribeiro a falar. Porquê? Porque venho aqui hoje desabafar um episódio triste a que assisti no outro dia e este blog também serve para tentar mudar alguma coisa.…

Terra das Liberdades? Nem por isso!

"Esta situação, entre tantas outras, mostra que os direitos conquistados não estão magicamente garantidos, sendo necessário vigiar potenciais ameaças à continuidade dos mesmos. Daí a luta ser sempre essencial. Porquê continuar a marchar? Para relembrar que o direito ao aborto é para continuar, para relembrar que todos os outros direitos que se conquistaram lutando são para continuar e que estaremos na luta pela conquista contínua de novos direitos."
marcha-lgbt-2022

O Orgulho LGBTQI+ existe no Interior

Nas últimas décadas, Portugal tem mostrado um caminho assinalável na promoção dos direitos das pessoas LGBTI+. Reflexo desta realidade são os avanços legislativos que colocam o país num lugar cimeiro a nível europeu e internacional.

Interior a marchar por todas as cores

Ao falarmos de jovens queer no interior do país sabemos que neste espaço o anonimato é escasso, existindo apenas nas grandes cidades, tal como a existência de organizações e apoios LGBT+. O anonimato é sinónimo de liberdade para muitos de nós, jovens que naquelas que são as nossas casas ainda não podemos nem ser nem existir na nossa plenitude.

Português uma língua sem fronteiras

A  inspiração para escrever esta crônica, coincide com a minha chegada em Portugal há 4 anos.  Pois, nestes primeiros dias descobri que brasileiro não é apenas um gentílico usado para designar quem, ou o que vem do Brasil. Mas, que supostamente em Portugal é também um idioma.
LGBT-bandeira-22

Situações insólitas arco-iris

Olá, desta vez é mesmo a Maggie Ribeiro a falar. Porquê? Porque venho aqui hoje desabafar um episódio triste a que assisti no outro dia e este blog também serve para tentar mudar alguma coisa. Como sabem, o Visiunarte fez 10 anos e prontificámo-nos a fazer uma grande festa, festa essa que durou até às 6h da manhã depois de alguns de nós irmos ao NB (os mais velhos e sem filhos). Como…

ESTAMOS A MATAR FILHOS E NETOS E CONTINUAMOS ALEGREMENTE A SUICIDAR-NOS!

Não, não estou louco, nem sou alarmista ou pessimista. Pelo contrário, sou optimista e acredito que ainda poderemos ir a tempo de inverter o rumo da Humanidade na direcção vertiginosa para o abismo. Os cientistas andam há décadas a alertar-nos para a inevitabilidade de uma extinção em massa da humanidade, caso não consigamos suster, nos próximos anos (anos e não séculos!) as alterações…

Europa entrega refugiados a governos criminosos!

"Envergonha-nos a desumanidade, hipocrisia e duplicidade dos governos europeus no acolhimento de refugiados. O que torna cada vez mais pertinente a criação de um movimento universal para a abolição das fronteiras, à semelhança do internacionalismo abolicionista que do século XVIII ao século XIX levou à proibição da escravatura e do tráfico de escravos, sendo certo que ainda hoje as Nações…

Terra das Liberdades? Nem por isso!

"Esta situação, entre tantas outras, mostra que os direitos conquistados não estão magicamente garantidos, sendo necessário vigiar potenciais ameaças à continuidade dos mesmos. Daí a luta ser sempre essencial. Porquê continuar a marchar? Para relembrar que o direito ao aborto é para continuar, para relembrar que todos os outros direitos que se conquistaram lutando são para continuar e que…
marcha-lgbt-2022

O Orgulho LGBTQI+ existe no Interior

Nas últimas décadas, Portugal tem mostrado um caminho assinalável na promoção dos direitos das pessoas LGBTI+. Reflexo desta realidade são os avanços legislativos que colocam o país num lugar cimeiro a nível europeu e internacional.

Interior a marchar por todas as cores

Ao falarmos de jovens queer no interior do país sabemos que neste espaço o anonimato é escasso, existindo apenas nas grandes cidades, tal como a existência de organizações e apoios LGBT+. O anonimato é sinónimo de liberdade para muitos de nós, jovens que naquelas que são as nossas casas ainda não podemos nem ser nem existir na nossa plenitude.

Português uma língua sem fronteiras

A  inspiração para escrever esta crônica, coincide com a minha chegada em Portugal há 4 anos.  Pois, nestes primeiros dias descobri que brasileiro não é apenas um gentílico usado para designar quem, ou o que vem do Brasil. Mas, que supostamente em Portugal é também um idioma.

Cronistas

Skip to content