Inserida numa campanha de recolha de assinaturas para uma Iniciativa Legislativa de Cidadãos que conta na sua Comissão Representativa com nomes como Francisco Louçã, Joni Ledo, Zuraida Soares ou Roberto Tavares, aconteceu ontem em Alcongosta, no concelho do Fundão, a primeira iniciativa do distrito de Castelo Branco.

A iniciativa partiu da Comissão Coordenadora Distrital de Castelo Branco do Bloco de Esquerda e serão dinamizadas pelos elementos que integram a lista de candidatos a deputados nas eleições legislativas por este distrito.

O Bloco de Esquerda defende a necessidade de nacionalizar a empresa CTT alertando que a empresa “está a encerrar balcões, a preparar novos despedimentos e a vender património valioso em nome da poupança operacional apesar da distribuição de lucros acima dos 60 milhões por ano, chegando a dividir pelos accionistas um valor superior aos resultados”. De salientar que neste momento existem 33 concelhos sem qualquer estação de correio, tendo a empresa encerrado 78 estações de correio e 19 centros de distribuição, sendo que existem 879 freguesias a assegurar alguns dos serviços dos CTT (informação facultada pela ANAFRE).

As próximas iniciativas estão já marcadas para os dias 14 e 28 de setembro em Castelo Branco e no mercado municipal da Covilhã, respetivamente.

(Escrito por MFS)

Deixe o seu comentário

Skip to content