A data foi lançada no dia do Orgulho LGBTI+, mundialmente comemorado na data do início dos protestos ocorridos em Nova Iorque, em 1969, após mais uma das habituais rusgas da polícia no bar Stonewall, local frequentado por esta comunidade.

A 3.ª Marcha de Viseu Pelos Direitos LGBTI+ realiza-se a 11 de outubro. A organização diz na divulgação da data que “ainda marchamos (em segurança)” e apela à participação “junta-te a nós nesta luta, vem fazer parte da organização da marcha e vem ocupar as ruas!”.

Deixam ainda o aviso que “a organização adaptará a marcha à realidade vivida e alterará o formato e o percurso sempre com o intuito de promover o distanciamento físico, e nunca o social, entre as pessoas de forma responsável e organizada”, terminando com “a última coisa que queremos é pôr as pessoas em perigo”.

 

Manifesto em discussão aberta

Ontem a Plataforma Já Marchavas organizou uma oficina de construção do manifesto da 3.ª marcha de Viseu no auditório da antigas Juntas de Freguesia de São José e Santa Maria, em Viseu, com a possibilidade de participação online através de vídeo chamada.

No desafio foi lançado a “todas as pessoas e todos os coletivos que pautam pela defesa dos Direitos LGBTI+ que se unam nesta reflexão, debate e processo de construção”, deixando a mensagem que este ano, “mais do que nunca, mesmo distantes fisicamente, devemos estreitar proximidade nas lutas e reivindicações, se queremos que realmente amanhã tudo fique bem e colorido com as cores do arco-íris”.

Reunião Plataforma

Deixe o seu comentário

Skip to content