Foto por Guardiões da Serra da Estrela | Facebook

A associação Guardiões da Serra da Estrela dinamiza no próximo dia 12 de setembro uma visita e caminhada simbólica pelo Rio Zêzere, dizendo não à mina da Argemela. A ação terá início na aldeia do Barco, no concelho da Covilhã.

A caminhada terá como “plano de fundo a Serra da Argemela”, sendo o local de início, a aldeia do Barco, uma das localidades do interior do país que se encontram ameaçadas pela exploração mineira a céu aberto. 

Segundo informação da associação, na Serra a Argemela “foi lançado um pedido de exploração a céu aberto para uma área de 403,71 hectares, e na qual será implantada uma mina de 45 hectares (a 800 metros da povoação), que desfigurará este património que é de todos”.

Assim, no dia 12 “o Rio Zêzere será o ponto de encontro das pessoas directamente afectadas pelo programa de fomento mineiro “pintado de verde” e anunciado pelo Governo e pela União Europeia na última semana, e que envolve não apenas Portugal mas também a vizinha Espanha.”

“O tempo de pandemia em que vivemos toldou-nos os movimentos, mas não nos silenciou e nem nos silenciará”, sublinham, reforçando ainda que “o património que é de todos e os recursos naturais que são de todos nunca poderão ser vendidos a soldo para lucro de alguns; nunca poderão ser entregues de bandeja se as populações não o quiserem.”

Ainda segundo informação dos Guardiões da Serra da Estrela, “a exploração de recursos nunca poderá pôr em causa direitos constitucionais e valores democráticos”, reivindicando que “NÓS NÃO QUEREMOS MINAS! QUEREMOS A [NOSSA] VIDA!”

A iniciativa conta com a colaboração de outros movimentos portugueses e espanóis. Associação Unidos em Defesa de Covas do Barroso, Associação Montalegre Com Vida, COREMA – Associação de Defesa do Património, Movimento de Defesa do Ambiente e Património do Alto-Minho (MDAPAM), Movimento Não Às Minas – Montalegre, Movimento SOS Serra D’Arga e Movimento ContraMineração Beira Serra de Portugal. Plataforma Salvemos La Montaña de Cáceres, Sierra da Gata Viva, No A La Mina de Urânio, Salvemos Las Villuercas, Vida e Ria ou Minería e ContraMINAcción de Espanha.

Fica ainda o desafio à participação de todos, “juntem-se a nós: a luta é de todos e TODOS são bem-vindos!”. Mais informações podem ser obtidas através do e-mail guardioesse@gmail.com.

Deixe o seu comentário

Skip to content