Foto por Associação dos Jovens Médicos | Facebook

Em comunicado, a União dos Sindicatos de Castelo Branco (USCB) denuncia que os Recursos Humanos do Serviço de Utilização Comum dos Hospitais (SUCH) transmitiu às trabalhadoras o encerramento até ao final do mês da lavandaria hospitalar da Zona Industrial do Fundão. Segundo o mesmo documento, terá havido pressão para as trabalhadoras rescindirem os contratos por acordo, apenas uma aceitou.

“No dia 29 de maio, chega aqui alguém da administração e diz, individualmente, que a empresa não era viável, porque com a questão do Covid, não se justificava estar aberta. Eu pergunto porquê? se os hospitais não deixaram de trabalhar, continuam a mandar roupa, inclusive, na altura do Covid, foi pedido horas extraordinárias, pedido as 12 horas de trabalho, foi-nos dito que éramos profissionais de saúde e estávamos na linha da frente, e agora querem pôr-nos na linha detrás”, explicou a delegada sindical Sílvia Ribeiro à RCB.

Em reunião de plenário na manhã de ontem, dia 9, as trabalhadoras decidiram avançar com a realização de greve a 25 de junho, com deslocações à sede da empresa SUCH em Lisboa e aos ministérios da Saúde e das Finanças. Uma posição que a USCB considera “sensata e unida das trabalhadoras”, perante um “processo de esvaziamento da Lavandaria, transferindo o serviço para outra unidade da empresa na região de Lisboa”.

O dirigente sindical Afonso Figueiredo,em declarações à RCB, do Sindicato dos trabalhadores da indústria de hotelaria, turismo, restaurantes e similares da Região Centro, considera a atuação da empresa uma “imoralidade, desrespeito, desconsideração e não está a cumprir com o papel […] como uma instituição sem fins lucrativos e servir a sociedade em geral”.

No comunicado a USCB alerta ainda para que este problema também diz respeito aos autarcas da Covilhã, Fundão e Castelo branco, cujos hospitais a SUCH serve, “assim como às Comunidades Intermunicipais das Beiras e Serra da Estrela e da Beira Baixa” e ainda aos “Conselhos de Administração do Centro Hospitalar Universitário da Cova da Beira e da ULS de Castelo Branco”.

Deixe o seu comentário

Skip to content