Uma família, com quatro filhos menores, dois deles em cadeira de rodas, mora num apartamento do bairro de Paradinha, em Viseu, inabitável devido a severos problemas de humidade. O responsável da Habisolvis terá dito que não é possível resolver a situação porque a vizinha de cima não paga a água.

Com o início das chuvas e o estado da habitação a piorar, a família em questão contactou o Eng.º Pedro Silva, Administrador Executivo da Habisolvis, a empresa Empresa Municipal de Habitação Social de Viseu, responsável pela gestão e manutenção da habitação social do município.

Nesse contacto, o responsável terá informado que detetaram “o problema, que é os canos que estão rotos”, acrescentando que “não pode fazer mais do que aquilo que fez, e que a casa vai continuar assim”. Para solucionar e intervir no problema, terá sugerido à família que confrontasse “a senhora que está em cima para ela pagar a água”.

A família também contactou o gabinete da vereadora competente, a vice-presidente Conceição Azevedo. Sem ter conseguido chegar à fala com ela, ter-lhes-á sido transmitido que, quando questionado sobre a possibilidade de atribuição de uma outra habitação, uma vez que na atual parece que “não há nada a fazer”, o responsável da Habisolvis respondeu que “isso está fora de questão”.

O Interior do Avesso entrou em contacto com o Eng.º Pedro Silva, que não negou, nem confirmou, a situação de impossibilidade de obras devido à vizinha de cima não pagar a água. Reencaminhou o assunto para a Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Viseu, que estaria na posse de todas as informações, que também contactámos, sem ter conseguido respostas até ao momento de publicação deste artigo.

 

Ver também:

Família com 4 crianças em casa inabitável no Bairro de Paradinha em Viseu

Câmara de Viseu é questionada sobre situação de família em casa inabitável no bairro de Paradinha

 

Deixe o seu comentário

Skip to content