Foto por Polícia Segurança Pública | Facebook

Os Centros de Inativação de Explosivos e Segurança em Subsolo (CIEXSS) podem sair de Mirandela, Viseu, Castelo Branco e Beja para Lisboa, Porto e Faro. O Bloco de Esquerda questionou o Governo sobre o assunto em julho, mas continua sem resposta.

Os CIEXSS têm um importante papel relacionado com o setor da pirotecnia e com as pedreiras (onde são utilizados explosivos), atividades muito presentes no interior. Especificidades locais do serviço desempenhado pelos CIEXSS que poderão ser colocadas em causa com a concentração dos serviços em Lisboa, Porto e Faro.

Apesar dos trinta dias de que o Governo dispõe para dar resposta, o Ministério da Administração Interna continua sem responder à pergunta submetida pela mão da deputada Sandra Cunha, que deu entrada no dia 27 de julho. Nesse sentido, o Bloco irá reforçar as questões então colocadas.

Esta subunidade CIEXSS criada em 2000 é uma subunidade da Unidade Especial de Polícia que tem como principal função a “deteção e inativação de engenhos explosivos e de segurança no subsolo que procede a um grande número de missões de proteção, estando treinada e capacitada para atuar em ambientes perigosos e insalubres, nomeadamente contaminados com agentes biológicos, químicos, nucleares ou radiativos”.

Outra das funções dos agentes desta especialidade é, segundo a pergunta entregue pelo Bloco de Esquerda, a “formação a todos os agentes policiais e assim estarem preparados para o manuseamento de explosivos e outras matérias perigosas”, à qual se junta a “responsabilidade do CIEXSS a prevenção em escolas dos perigos dos explosivos e formação de trabalhadores em locais de grande afluência como centros comerciais e hipermercados”.

Na pergunta submetida, o intuito do Bloco era perceber se o Governo tinha conhecimento da situação, se confirmava a “intenção de deslocar os Centros de Inativação de Explosivos e Segurança em Subsolo?”, “que reforma está em curso no CIEXSS?” e se “não considera o governo que esta decisão contribui para o despovoamento do interior?”.

 

Ver também: 

Unidades Especiais de Polícia (CIEXSS) podem sair do interior para Lisboa, Porto e Faro

Deixe o seu comentário

Skip to content