O lugar de Sampaio, freguesia de Penajóia, continua sem acesso à rede pública de abastecimento de água, sendo que a alternativa, artesanal e improvisada, que permite que a população utilize água nas suas tarefas diárias provém de uma fonte não controlada.

A Comissão Coordenadora Distrital de Viseu do Bloco de Esquerda visitou novamente o local no dia 25 de Setembro, constatando que as duas dezenas de habitantes continuam sem acesso a água potável. Ao dispor da população estão três fontanários públicos abastecidos por um reservatório de água no qual se encontra afixado um aviso de “ÁGUA NÃO CONTROLADA”. Por sua vez, este reservatório é abastecido por uma mina. Segundo informação recolhida no local junto da população, em períodos de chuvas mais intensas a água apresenta resíduos de terra e outros detritos. A alternativa passa por recolher água numa fonte existente ao fundo da povoação, de origem desconhecida, como a qualidade dessa mesma água. A maioria das habitações dispõem de um reservatório em plástico, que as pessoas abastecem diretamente dos fontanários com recurso a mangueiras e que serve de armazenamento de água para consumo.

Esta situação arrasta-se há vários anos, ao longo dos quais os habitantes têm vindo a contactar a Junta de Freguesia local e a Câmara Municipal, sem contudo verem apontado um prazo para a resolução do problema.

Entre os relatos da população local, maioritariamente movidos por reações e infecções com diferentes gravidades, um dos habitantes locais afirma que sofre lesões na pele e que é obrigado a uma utilização constante de cremes para ajudar a resolver a situação.

Sendo o acesso à água potável um direito fundamental do ser humano, cujo abastecimento deve ser contínuo e suficiente para uso pessoal e doméstico, não se compreende a situação que se verifica na povoação de Sampaio, que se arrasta no tempo e sem solução à vista. A Comissão Coordenadora Distrital de Viseu do Bloco de Esquerda irá solicitar os devidos esclarecimentos à Junta de Freguesia da Penajóia e à Câmara Municipal de Lamego.

(Escrito por AS)

Deixe o seu comentário

Skip to content