A Sousacamp, maior empresa de cogumelos de Europa está, segundo denúncia ao despedimentos.pt, a impedir os trabalhadores de tirar férias que já tinham sido acordadas entre estes e a administração. Os trabalhadores falam ainda de perigo de contágio pela covid-19, considerando a atividade “absolutamente normal”.

Argumentando um aumento de laboração, a administração da Sousacamp está a recusar que os trabalhadores que tinham férias marcadas para esta altura possam usufruir das mesmas, mesmo já tendo sido autorizadas previamente. Esta proibição vai estender-se para as próximas semanas e atinge os 150 trabalhadores da empresa que alertam para um maior perigo de contágio pelo facto da empresa estar com uma actividade absolutamente normal.

Esta atuação da empresa vem contrariar algumas notícias veiculadas pela comunicação social que davam conta de problemas de tesouraria provocadas pela redução das vendas por causa da Covid-19

O Grupo Sousacamp teve início em Benlhevai em 1989, levando à captação de novos habitantes para a freguesia e onde mantém a sua sede. Tem também fábricas em Sabrosa, Mirandela, Vila Real e Paredes.

 

Escrito por JL

Deixe o seu comentário

Skip to content