Foto por Diego Garcia | Interior do Avesso

Chegou a época de floração do Narciso do Mondego (Narcisus Scaberulus). 

Esta espécie endêmica do Médio Mondego – vales do rios Seia, Cobral e Mondego -, de nome científico Narcissus Scaberulus, é possível observá-la nesta época do ano em locais como na zona do Circuito Pré-Histórico Fiais/Azenha no concelho de Carregal do Sal. Começou a florescer nas encostas do rio Mondego e já se pode vislumbrar esta planta bulbosa, da família das amarilidáceas e de peculiar beleza, que só é possível apreciar nos meses de Fevereiro e Março.

Pela sua raridade, já existe uma rota pedestre denominada “PR2 Rota dos Narcissus”, integrada no Sítio de Interesse Comunitário de Carregal do Sal, incluído na Rede Natura 2000 e no Plano Nacional de Conservação da Flora em Perigo.

O Narciso do Mondego é um endemismo lusitano que ocorre apenas ao longo do curso médio da bacia hidrográfica do rio Mondego (encostas dos vales dos rios Mondego, Seia e Cobral). Estima-se que a sua área de ocorrência seja um pouco superior a 50 km2, repartida por vários núcleos populacionais com relativa continuidade pelos concelhos de Carregal do Sal, Gouveia, Mangualde, Nelas, Oliveira do Hospital, Seia e Tábua. 

Os fogos de 2017 consumiram uma área significativa ao longo do vale do Rio Mondego, mas vieram beneficiar de alguma forma esta espécie, ou pelo menos torná-la mais visível e competitiva, em alguns locais, onde o estrato de arbustos formado por giestas e estevas era demasiado extenso e denso

(Escrito por DG)

Deixe o seu comentário

Skip to content