Foto por Universidade da Beira Interior | ubi.pt

A Universidade da Beira Interior (UBI) participa no projeto internacional ActiveGames4Change, que tem como objetivo ajudar crianças e jovens sob custódia dos sistemas de justiça a adquirirem competências que contribuam para a inclusão social.

O nome completo do projeto de intervenção social é Sports and Physical Activity Learning Environment for Citizenship, Emotional, Social e-Competencies (ActiveGames4Change) e está a ser implementado com o apoio financeiro da Comissão Europeia, através do programa Erasmus+, segundo notícia no site da UBI.

Os visados no projeto são “crianças e jovens que se encontram sob custódia dos sistemas de justiça e que são reconhecidos como estando entre os membros mais vulneráveis e desfavorecidos da sociedade. Há, pois, uma necessidade urgente de desenvolver competências sociais, éticas e morais nesta população.”

O projeto visa, assim, apoiar estes jovens “na aquisição e no uso de competências-chave que facilitem a inclusão, a educação e a empregabilidade”, recorrendo para isso a “jogos com componente física/desportiva como meio de aprendizagem privilegiado.” “Ao financiarem este projeto ERASMUS+, as diferentes entidades europeias reconhecem o potencial do Desporto e dos jogos no desenvolvimento destas capacidades”, de acordo com a equipa do projeto.

A equipa da UBI é coordenada pela docente do Departamento de Ciências do Desporto (DCD) Kelly O’Hara, incluindo ainda os docentes Dulce Esteves (DCD), Nuno Garcia e Nuno Pombo, do Departamento de Informática, bem como Rui Brás também do DCD.

Para além da UBI são parceiros nacionais a IPS_Innovative Prison Systems e a ​Aproximar

Portugal. O projeto conta ainda com parceiros internacionais no Reino Unido, Roménia, Hungria, Itália, Turquia e Espanha.

Deixe o seu comentário

Skip to content