O projeto ATLANTIDA arrancou em novembro e durante três anos irá unir esforços de investigadores das três universidades do norte e do CIIMAR (Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental).

Segundo nota da UTAD, o “ATLANTIDA – Platform for the monitoring of the North Atlantic Ocean and tools for the sustainable exploitation of the marine resources”, pretende potenciar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação em áreas como a Biotecnologia Azul, a Saúde, os Sistemas Agroambientais e Alimentação e a Produção Avançada de Sistemas.

O projeto irá providenciar novos dados, informação e produtos, permitindo identificar e responder às ameaças da perda de biodiversidade e das alterações climáticas. E ainda ferramentas para o desenvolvimento sustentável da aquacultura e da biotecnologia marinha.

Vítor Vasconcelos, o responsável do projeto, professor catedrático da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e presidente do CIIMAR, o “ATLANTIDA criará uma forte coesão da UNORTE e dos seus centros de investigação, com relação à investigação e tecnologias oceânicas, desenvolvendo as condições para uma posição de liderança nos níveis nacional e internacional”.

A UTAD (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro) contribuirá para quatro das cinco linhas de investigação do projeto, que incluem aprofundamento de temáticas como a monitorização oceânica e costeira, os ecossistemas e biodiversidade da costa noroeste portuguesa, o desenvolvimento sustentável da aquacultura e os biobancos marinhos.

O ATLANTIDA é cofinanciado pelo Programa Operacional Regional do Norte (NORTE2020), Portugal 2020 e União Europeia, através do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, num total de cerca de três milhões de euros.

Deixe o seu comentário

Skip to content