Foto por Autor Anónimo

Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda enviou requerimento à Câmara Municipal do Peso da Régua a solicitar os Planos de Pormenor para os novos usos do solo na área correspondente à antiga fábrica da Milnorte, localizada em património Mundial da UNESCO.

O partido defende que a área, na margem da albufeira de Bagaúste, no rio Douro, oferece condições únicas para responder a várias necessidades das populações locais. Mas, Contrariamente à visão de utilidade pública, as instalações da Milnorte foram recentemente vendidas pelo montante de 1,7 milhões de euros ao Grupo Pestana.

Neste seguimento, o requerimento assinado pelos deputado à Assembleia da República Ricardo Vicente e Maria Manuel Rola, solicita à autarquia de Peso da Régua:

  • Os Planos de Pormenor para os novos usos do solo na área correspondente à antiga fábrica Milnorte, caso estes existam.
  • Caso os Planos de Pormenor não existam, quando prevê a Câmara Municipal que os mesmos estejam realizados? Em que moldes estão a ser produzidos os Planos de Pormenor?

O Bloco também já apelou à rápida intervenção do Governo e dos órgãos autárquicos do Peso da Régua em defesa do interesse público na reconversão da antiga fábrica Milnorte, nomeadamente através de  perguntas dirigidas ao Ministério das Infraestruturas e Habitação e ao Ministério da Cultura.

 

Peso da Régua: Bloco de Esquerda defende reconversão da antiga fábrica Milnorte a favor do interesse público

Régua: Investimento anunciado para a Milnorte criticado pelo Bloco de Esquerda

Deixe o seu comentário

Skip to content