A Plataforma em Defesa das Árvores dá voz a “inúmeras denúncias”, do que “parece ser um abate massivo”, numa carta ao Presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques.

Um dos locais em que a situação se verifica é a Av. António Lopes Pereira e está a provocar várias reações de revolta no grupo de facebook da Plataforma. Em causa, nas várias imagens partilhadas está “o abate injustificado de inúmeras árvores ainda jovens e aparentemente bastante saudáveis”. 

Na carta a Almeida Henriques, a Plataforma considera “inconcebível que em tempos de declarada urgência climática, em que mais do que nunca o papel das árvores urbanas é  fundamental para garantir qualidade de vida, os cidadãos sejam confrontados com decisões não sujeitas a escrutínio ou discussão pública que os privem das árvores das suas ruas, bairros e cidade.”

Nesse sentido, apresentam o “mais veemente protesto” e apelam “à imediata cessação da operação de abate e à procura de soluções alternativas para resolver eventuais conflitos que as árvores possam estar a causar”, considerando que as árvores são seres vivos e, como tal, “não podem ser geridas como se fossem mobiliário urbano que se remove quando deixa de agradar.”

Deixe o seu comentário

Skip to content