Aliado: alguém que se considera parceiro nas lutas LGBT+

Andrógino: alguém que tem a aparência de homem e mulher, onde os traços se
combinam. ≠ andrógeno

Armário: conceito que define a clausura de uma pessoa que não divulgou a sua
orientação sexual ou identidade de género; o conceito “dentro do armário” exprime a
repressão da exposição social da orientação sexual perpetrada por aqueles que os
expunham sem permissão.

Assexual: desejo sexual limitado ou nulo. ≠ abstinência ou celibato

Bifobia: preconceito, repressão ou ódio sobre as pessoas bissexuais.

Bissexual: pessoa emocional, sexual ou romanticamente atraíd@ por mais do que um
sexo, género ou identidade de género.

Cisgénero: pessoa que se identifica com o sexo, género ou identidade de género que lhe
foi atribuído. ≠ transgénero

Coming out: processo pelo qual uma pessoa se reconhece e aceita a sua orientação
sexual ou identidade de género antes de a partilhar com outras pessoas.

Disforia de género: diagnóstico psiquiátrico atribuído ao sofrimento significativo
causado por uma incongruência entre o sexo experimentado e o sexo designado de uma
pessoa. ≠ orientação sexual

Expressão de género: uma pessoa que expressa, externamente, a sua identidade de
género, quando existe uma incongruência entre a identidade interna e a aparência
externa.

Fluidez de género: uma pessoa que não se identifica com um único género fixo
(normalmente binário); que se expressa de forma fluida.

Gay: pessoa emocional, sexual ou romanticamente atraíd@ por alguém do mesmo sexo,
género ou identidade de género (≠ homossexual). O termo gay é usado para se referir à
homossexualidade masculina (≠ lésbica), mas pode ser usado num sentido mais amplo.
Como a homossexualidade era conotada como um comportamento sexual e não afetivo,
o termo homossexual é desaconselhado.

Genderqueer: uma pessoa que geralmente rejeita as categorias estáticas de género, pois
adotam a fluidez de género. O genderqueer pode considerar-se como homem e mulher,
nem homem e nem mulher ou nenhuma destas categorias.

Identidade de género: um conceito íntimo e identitário de uma pessoa que se
reconhece como homem, mulher, ambos, não-binário ou variação de género; a forma
como uma pessoa se identifica e chama a si mesmo.

Intersexo: uma pessoa nasce com uma anatomia reprodutiva ou sexual e características
que não encaixam nas categorias de masculino ou feminino; em alguns casos são
visíveis à nascença, mas noutros só se desenvolvem na puberdade.

Lésbica: uma mulher emocional, sexual ou romanticamente atraída por outra mulher.

LGBT: acrónimo para “lésbica”, “gay”, “bissexual”, “transgénero”; utiliza-se o símbolo
‘+’ para incorporar toda a diversidade baseada na identidade sexual e de género;
LGBTQ (Q de “queer“), LGBTQI (I para “intersexo”), LGBTQIA (A para “assexual”
ou “aliado”), LGBTQIAP (P de “pansexual”, “polissexual” e “não-binário”);
atualmente, LGBTQQICAPF2K+ significa: “lésbica”, “gay”, “bissexual”,
“transgénero”, “queer”, “[questioning] interrogação”, “intersexo”, “assexual”,
“[agender] sem género”, “aliado”, “curioso”, “pansexual”, “polissexual”, “família e
amigos”, “[2-spirit] dois espíritos” e “[kink] fetiche”.

Hermafrodita: alguém que apresenta elementos dos dois sexos (masculino e feminino).

Homofobia: preconceito, repressão ou ódio sobre as pessoas homossexuais.

Não-binário: uma pessoa que não se identifica, exclusivamente, com as categorias
homem e mulher; pode identificar-se como homem e mulher, entre ou completamente
fora dessas categorias.

Pansexual: uma pessoa emocional, sexual ou romanticamente atraíd@ por pessoas de
qualquer sexo, género ou identidade de género, não necessariamente ao mesmo tempo,
nem em graus semelhantes.

Polissexual: uma pessoa emocional, sexual ou romanticamente atraíd@ por pessoas de
vários sexos, géneros ou identidades de género, não necessariamente ao mesmo tempo,
nem em graus semelhantes.

Queer: uma pessoa que se expressa com identidade e orientação fluidas; o termo foi
usado com sentido pejorativo ao longo do século XX para identificar gays ou lésbicas.

Orientação sexual: refere-se ao que cada pessoa pensa e sente sobre si mesma; uma
atração emocional, sexual ou romântica permanente, inerente ou imutável, por outras
pessoas; um “espectro que pode variar desde exclusivamente heterossexual até
exclusivamente homossexual” (Kinsey).

Transgénero: uma pessoa cuja identidade e/ou expressão de género é diferente das
expetativas culturais com base no sexo atribuído à nascença; transgénero não implica
orientação sexual específica. ≠ cisgénero

Transfobia: Preconceito, repressão ou ódio sobre as pessoas transgénero.

Outros artigos deste autor >

Linguista, investigador científico, feminista e ativista social.
Nascido em Lisboa, saiu da capital rumo a Terras de Trás-os-Montes e cedo reconheceu o papel que teria de assumir num interior profundamente desigual. É aí que luta ativamente contra as desigualdades sexuais, pelos direitos dos estudantes e dos bolseiros de investigação. Membro da Catarse - Movimento Social, movimento que luta contra qualquer atentado à liberdade/dignidade Humana. Defende a literacia social e política.
(O autor segue as normas ortográficas da Língua Portuguesa)

Deixe o seu comentário

Skip to content