Foto de Raquel Teixeira

Quando olhamos para os resultados do Bloco de Esquerda no interior do país verificamos uma subida em praticamente todos os círculos eleitorais, o que denota que nestes distritos, a maioria deles despovoados e sempre apelidados de conservadores, alguma coisa está a mudar.

No que diz respeito ao meu Concelho, Vila Flor, o crescimento percentual e em número de votos dá-nos um orgulho tremendo e só nos dá mais força para continuarmos a trabalhar para esta população. Nas ruas ou na assembleia, nas aldeias ou na Vila há muito para fazer e os Vilaflorenses veem no Bloco gente de confiança e uma alternativa confiável. Quando fazemos política para as pessoas e esta é reconhecida enche-nos o coração.

No distrito de Bragança, os resultados são também tremendos. Somos a terceira força política destacada e tivemos mais 1% do que nas legislativas de 2015.

O título da moção aprovada na eleição da Comissão Coordenadora Distrital há um ano e meio era precisamente o mesmo que o deste texto (Mais Bloco. Mais responsabilidade!). Na altura, para expressar a vitória nas autárquicas, mas que continua a enquadrar-se nos grandes resultados das europeias e legislativas. Não estaremos sempre a vencer, bem seria se assim fosse, mas não podemos deixar de notar que o caminho que se tem feito neste distrito está a dar frutos. Para isso, muito contribuem os e as dirigentes, militantes, simpatizantes, ativistas. Todos e todas que se juntaram ao Bloco em algum momento (da luta pela retirada do lixo do Cachão, à poluição do rio Tua, contra a construção da Barragem do Tua ou do Sabor, contra o encerramento das estações dos CTT e postos de distribuição, perda de valências de hospitais e encerramentos de escolas) fizeram acontecer. A luta que se trava nas ruas é a luta que faz acontecer contra o preconceito ou discriminação, por políticas mais justas para uma região esquecida ou contra a lengalenga dos encerramentos.

Está tudo por fazer num distrito onde continua a faltar muito. Estou certo que este reforço de votação no Bloco de Esquerda é também parte da mudança de mentalidades. É certo que a vitória da direita no distrito de Bragança e na região de Trás-os-Montes nos deixa apreensivos e é algo que temos que combater.

Há tanta coisa por fazer e nós não faltaremos à chamada, para representar estes milhares de pessoas, que mesmo sem a eleição de Deputado, confiaram a sua representação ao Bloco de Esquerda. Vamos a isso!

Outros artigos deste autor >

Jóni Ledo, Deputado na Assembleia Municipal de Vila Flor, Ativista no Catarse | Movimento Social e Psicólogo.

Deixe o seu comentário

Skip to content