O sobreiro (Quercus suber) é uma árvore autóctone legalmente protegida que apresenta grande longevidade e elevado valor económico. Adaptado à seca e resistente ao fogo, o sobreiro produz cortiça, um recurso natural versátil retirado da árvore entre maio e agosto, num processo chamado descortiçamento, a qual é usada no fabrico de diversos produtos, como rolhas, isolantes térmicos e artigos de moda. Já o seu fruto, a bolota, também é utilizado para alimentação do gado e na produção de farinha para consumo humano e a sua madeira aproveitada para lenha.
A Palombar – Conservação da Natureza e do Património Rural desenvolve vários projetos que promovem ou contribuem para a disseminação e proteção de espécies da flora autóctone, como o sobreiro. Também poderá conservá-lo ao tornar-se sócio/a da organização. As quotas dos associados são fundamentais para assegurar a viabilidade e continuidade dos nossos projetos e ações de conservação da natureza e do património rural.
Torne-se sócio/a da Palombar!
Outros artigos deste autor >

A Palombar – Associação de Conservação da Natureza e do Património Rural é uma entidade sem fins lucrativos, criada em 2000, que tem como missão conservar a biodiversidade, os ecossistemas selvagens, florestais e agrícolas e preservar o património rural edificado, bem como as técnicas tradicionais de construção. A associação, que atua orientada por uma abordagem pedagógica e de cooperação, promove também a investigação científica nas áreas da Ecologia, Biologia da Conservação e Gestão de Ecossistemas, a educação ambiental, o desenvolvimento das comunidades e a dinamização do mundo rural.

Deixe o seu comentário

Skip to content