Ó Lua que ficas nua e cheia para receberes a luz do Sol!

Dás a tua face ao calor e à alegria nesta dança na clave dele.

Não preciso duma escada para tocar-te e te ver dançar na neve

Com o brilho da Régula na constelação do leão.

Na tua tradição de Fevereiro anuncias a mudança das estações.

Trazes emoções aos humanos mais frios do que o gelo

Teces fios amorosos nas danças tradicionais

Derretes seres privados de poderes poderosos dados em emoções.

Teu círculo perfeito ilumina a noite escura

E cura a alma dos imperfeitos.

Outros artigos deste autor >

Paulo Fernandes nasceu em Abraveses, Concelho de Viseu em 1969, Bacharel no Curso de Professores do Ensino Primário, pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, concluindo a Licenciatura para o 1.º Ciclo do Ensino Básico no polo de Lamego da Escola Superior de Educação de Viseu. Especializou a sua formação para Educação e Desenvolvimento em Meio Rural no Instituto de Comunidades Educativas em Setúbal.
Desenvolveu a sua atividade profissional em vários locais, incluindo São Pedro do Sul, Campia (Vouzela) e Santa Cruz da Trapa (São Pedro do Sul).
Vive nas montanhas mágicas do concelho de São Pedro do Sul, na aldeia do Candal.

Outros artigos deste autor >

O renascer da arte a brotar do Interior e a florescer sem limites ou fronteiras. Contos, histórias, narrativa e muita poesia.

Deixe o seu comentário

Skip to content