Batem forte, alarvemente,
em tumultuoso chinfrim.
Será discórdia ou, puramente,
haverá mesmo, hodiernamente,
gente que odeia assim?

É talvez acefalia,
o bom senso levou descaminho.
Impera um califado de -fobia,
de rejeição da empatia.
Reina o pensamento mesquinho.

Quem odeia tão gravemente,
com tão reles vileza,
por outrem ser de si diferente,
e se desculpa, ainda, diligente,
com quesitos da natureza?

Fui surpreendido, certo dia,
com esta reviravolta que o mundo deu.
Ódio grave, ódio de que se fugia,
agora como virtude se reerguia,
negando-se até o holocausto a quem o sofreu.

Olho admirado, quando um amigo abraça
tão cenoso e desprezível caminho.
Indago, quando se lhe terá a visão tornado baça
e mirrado o cérebro qual uva passa,
aliciando-o ressentimento tão mesquinho.

Fico entristecido por amigos tais.
Abatem-se em mim sonho e esperança.
Oh!, humanidade para o abismo te esvais?
Porquê bater-nos como rivais,
ao invés de evoluir em perseverança?

E dos pobres, miseráveis e sofridos,
diz-se conduzirem dispendiosos modelos
de carros de luxo, apenas vendidos
aos bolsos fartos e enriquecidos,
de quem não rafa os cotovelos.

Que mundo atormentador,
este que se expõe perante mim.
Onde qualquer agitador,
aldrabando sem pudor,
é revenerado qual serafim.

“E uma infinita tristeza”
me afecta, por isso, o coração,
quer pela duns chico-esperteza,
quer pela pública ligeireza,
com que se coroa rei o nu vilão.

Outros artigos deste autor >

Nasceu em Macedo de Cavaleiros, Coração do Nordeste Transmontano, em 1983, onde orgulhosamente reside. Licenciado em Línguas, Literaturas e Culturas, publicou poemas e artigos na extinta fanzine “NU” e em blogues, antes de editar em 2015 o livro-objecto “Poesia Com Pota”. Português de Mal e acérrimo defensor da regionalização foi deputado municipal entre 2009-2013.
Este autor escreve segundo o antigo acordo ortográfico.

Outros artigos deste autor >

O renascer da arte a brotar do Interior e a florescer sem limites ou fronteiras. Contos, histórias, narrativa e muita poesia.

Deixe o seu comentário

Skip to content