O Conselho de Ministros decretou limites à circulação entre as 13h e as 5h de sábado até à madrugada de segunda-feira nos próximos dois fins-de-semana; e recolher obrigatório entre as 23h e as 5h nos dias de semana até 23 de novembro. As medidas aplicam-se aos 121 concelhos da lista de concelhos de maior risco. Por Esquerda.net

O Governo anunciou este sábado que a circulação estará limitada nos próximos dois fins de semana entre as 13:00 de sábado e as 05:00 de domingo e entre as 13:00 de domingo e as 05:00 de segunda-feira nos 121 concelhos de maior risco de contágio, nos fins de semana de 14 e 15 de novembro e de 21 e 22 de novembro, noticia a agência Lusa.

A partir desta segunda-feira e até 23 de novembro, o governo decreto também o recolher obrigatório entre as 23:00 e as 05:00 nos dias de semana nos 121 municípios mais afetados pela pandemia.

As medidas foram apresentadas no âmbito do estado de emergência decretado na sexta-feira pelo Presidente da República, que irá vigorar entre os dias 9 e 23 de novembro.

Nas últimas 24 horas, a Direção-Geral da Saúde registou 6.640 infeções e 56 óbitos. Desde o início da pandemia, Portugal já registou 2.848 mortes e 173.540 casos de infeção pelo novo coronavírus, estando ativos 72.945 casos, mais 2.591 do que na sexta-feira.

A 31 de outubro, o governo apresentou critérios de avaliação de risco para definir que concelhos estariam sob novas regras de confinamento, nomeadamente que o número de infeções não poderia ultrapassar as 240 por 100 mil habitantes nos últimos 15 dias.

Foram incluídos 121 concelhos na lista, 7,1 milhões de cidadãos que ficaram abrangidos pelo confinamento parcial em vigor desde 4 de novembro, e que se mantém, numa lista que se irá desenvolver conforme a evolução da pandemia no território.

A Linha Saúde 24 poderá agora passar a declaração de isolamento profilático para justificar faltas ao trabalho, não exigindo assim que as pessoas se desloquem ao Centro de Saúde.

As regras que em vigor desde 4 de Novembro, nos 121 concelhos que foram sinalizados, são: reposição do dever cívico de recolhimento domiciliário; desfasamento obrigatório dos horários de trabalho; encerramento de todos os estabelecimentos comerciais a partir das 22 horas; limitação da lotação das mesas dos restaurantes a seis pessoas e do horário; eventos e celebrações limitados a 5 pessoas; teletrabalho obrigatório salvo oposição fundamentada do trabalhador.

Quais são os concelhos incluídos na lista?

Alcácer do Sal,
Alcochete,
Alenquer,
Alfândega da Fé,
Alijó,
Almada,
Amadora,
Amarante,
Amares,
Arouca,
Arruda dos Vinhos,
Aveiro,
Azambuja,
Baião,
Barcelos,
Barreiro,
Batalha,
Beja,
Belmonte,
Benavente,
Borba,
Braga,
Bragança,
Cabeceiras de Basto,
Cadaval,
Caminha,
Cartaxo,
Cascais,
Castelo Branco,
Castelo de Paiva,
Celorico de Basto,
Chamusca,
Chaves,
Cinfães,
Constância,
Covilhã,
Espinho,
Esposende,
Estremoz,
Fafe,
Figueira da Foz,
Fornos de Algodres,
Fundão,
Gondomar,
Guarda,
Guimarães,
Idanha-a-Nova,
Lisboa,
Loures,
Macedo de Cavaleiros,
Mafra,
Maia,
Marco de Canaveses,
Matosinhos,
Mesão Frio,
Mogadouro,
Moimenta da Beira,
Moita,
Mondim de Basto,
Montijo,
Murça,
Odivelas,
Oeiras,
Oliveira de Azeméis,
Oliveira de Frades,
Ovar,
Palmela,
Paredes de Coura,
Paredes,
Penacova,
Penafiel,
Peso da Régua,
Pinhel,
Ponte de Lima,
Porto,
Póvoa de Varzim,
Póvoa do Lanhoso,
Redondo,
Ribeira da Pena,
Rio Maior,
Sabrosa,
Santa Comba Dão,
Santa Maria da Feira,
Santa Marta de Penaguião,
Santarém,
Santo Tirso,
São Brás de Alportel,
São João da Madeira,
São João da Pesqueira,
Sardoal,
Seixal,
Sesimbra,
Setúbal,
Sever do Vouga,
Sines,
Sintra,
Sobral de Monte Agraço,
Tabuaço,
Tondela,
Trancoso,
Trofa,
Vale da Cambra,
Valença,
Valongo,
Viana do Alentejo,
Viana do Castelo,
Vila do Conde,
Vila Flor,
Vila Franca de Xira,
Vila Nova de Cerveira,
Vila Nova de Famalicão,
Vila Nova de Gaia,
Vila Pouca de Aguiar,
Vila Real,
Vila Velha de Ródão,
Vila Verde,
Vila Viçosa,
Vizela.

 

Publicado em Esquerda.net a 8 de novembro de 2020.

Deixe o seu comentário

Skip to content