A Infraestruturas de Portugal (IP) informou que a requalificação da Estrada Nacional 228 já tinha começado, depois do Bloco de Esquerda questionar o Governo sobre o seu abandono. A população ainda não vê no local indícios de obras.

Na sequência da pergunta do Bloco de Esquerda ao Governo sobre intervenções de reparação na Estrada Nacional 228 em Queirã, cortada deste um temporal em dezembro de 2019, a IP informou que as obras começaram na segunda-feira, com prazo de execução de três meses, noticiou o Jornal do Centro.

No entanto, segundo testemunhos da população, até ao final do dia de ontem não existiam no local indícios do início das obras, apurou o Interior do Avesso.

Fenómenos meteorológicos extremos em dezembro de 2019 provocaram a queda de pedras na via, mas também o abatimento de parte do troço. Ainda na mesma estrada, existem danos que obrigam à circulação alternada do trânsito.

A EN228 liga a EN16 em Castro Daire à IP3 em Mortágua. Os problemas causados pelo temporal há mais de nove meses estão neste momento a comprometer a prestação de socorro nas freguesias de Queirã e Fornelo do Monte, no concelho de Vouzela, além de dificultarem e encarecerem as deslocações destas populações.

Deixe o seu comentário

Skip to content