O Interior do Avesso esteve à conversa com Fátima Teles, artista plástica natural de Penedono, recentemente distinguida com o Prémio Anim’Arte 2019, na categoria de Produção Artística Pintura. Fátima Teles partilhou connosco ideias sobre arte, sobre o significado de um prémio e sobre o peso da pandemia no seu trabalho.

Fátima Teles

O prémio atribuído este ano pela Associação GICAV/Revista ANIM’ARTE junta-se a outras distinções já recebidas pela artista, que, segundo a mesma, são positivas porque valorizam o trabalho e vão dando força para continuar.

Licenciada em Artes Plásticas – Pintura, pela Escola Superior de Tecnologia de Tomar, venceu em 2019 o 1.º Prémio de Pintura Abel Manta e em 2017 o 1.º Prémio de Pintura, XII Bienal de Pintura do Eixo Atlântico, entre outros.

Para Fátima Teles, a arte é “uma forma de comunicar e uma forma de transmitir aquilo que penso”, mas confessa que por vezes ainda tem dificuldade em vê-la como profissão, “passou a ser profissão no momento em que perguntam qual é a minha profissão e tu tens que dizer alguma coisa”.

Mais informações sobre o trabalho de Fátima Teles pode ser visto em fatimateles.pt

Deixe o seu comentário

Skip to content