Adega Cooperativa do Fundão quer obrigar trabalhadores a gozar férias

Segundo trabalhadores, a Direção da Adega Cooperativa do Fundão, quer impor férias aos trabalhadores durante as próximas 3 semanas mantendo apenas 1 funcionário no posto de vendas ao público bem como uma funcionária administrativa. A denúncia é feita no despedimentos.pt

Segundo o despedimentos.pt, “a Adega Cooperativa que conta atualmente com cerca de 600 associados, ao tomar esta medida, está a praticar uma ilegalidade que terá que ser obrigatoriamente fiscalizada pela ACT, para cumprimento da lei”. A capacidade de receção ronda os quatro milhões de quilos de uvas/ano

Lembramos que uma pequena, média ou grande empresa, o empregador só pode marcar o período de férias sem acordo do trabalhador entre 1 de maio e 31 de outubro, a menos que o instrumento de regulamentação coletiva de trabalho ou o parecer dos representantes dos trabalhadores admita época diferente. O trabalhador não é obrigado a aceitar meter férias sem o seu acordo antes de maio.

O despedimentos.pt refere que “se a tua empresa tem menos de 10 trabalhadores, sendo a regra a do acordo, o empregador tem maior poder para definir a data das férias.”

(Escrito por DG)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts
Ler Mais

Figuras da esquerda criticam posição do PS sobre orçamento

Carvalho da Silva, Ana Gomes, Paulo Pedroso, José Neves, João Ramos de Almeida e Maria de Lurdes Rodrigues são algumas das figuras que têm escapado à narrativa do PS de que a culpa da não aprovação do orçamento é da esquerda. Leia aqui alguns dos seus argumentos. Por Esquerda.net
Skip to content