O Núcleo Concelhio de Carregal do Sal do Bloco de Esquerda realizou, no dia 5 de setembro, a sua 3ª Jornada Ambiental, desta vez o local escolhido foi a Praia Fluvial de Pé Rodrigo, na Azenha. Marisa Matias esteve presente.

A Praia Fluvial de Pé Rodrigo, junto ao rio Mondego, mais conhecida como Praia Fluvial da Azenha, não conta com indicações nem sinalizações, não tem casas de banho nem acessos adequados para quem a quer visitar. No entanto, a grande vegetação que cobria praticamente todo o local foi cortada dias antes da 3ª Jornada Ambiental do Bloco de Esquerda. Foi por tudo isto, dizem, que o Bloco escolheu este local com o objetivo de alertar para as potencialidades turísticas e recreativas do mesmo, que está abandonado praticamente desde a sua instalação.

A iniciativa começou com uma ação de limpeza do espaço onde foi possível recolher quase uma dezena de sacos de lixo cheios de resíduos, sobretudo plásticos, a qual se seguiu um picnic convívio onde “foram trocadas experiências e histórias”.

A 3ª Jornada Ambiental do Bloco terminou com uma sessão sobre ambiente, cujas intervenções ficaram a cargo de Marisa Matias, Hermínio Marques (candidato à Câmara Municipal) e Diego Garcia (candidato à Assembleia Municipal).

Hermínio Marques salientou o facto do Bloco estar sempre na linha da frente na luta ambiental no concelho, referindo-se ao partido como “provedor do munícipe”, já que as pessoas recorrem mais ao Bloco de Esquerda do que às próprias entidades competentes. Isto também é representativo de que falta resposta, falta resolução de problemas.

Diego Garcia abordou várias lutas concretas que o Bloco travou no concelho ao longo dos últimos anos: Abolição do glifosato, poluição dos cursos de água, funcionamento deficitário das Estações de Tratamento de Águas Residuais, a rejeição da criação da Associação Intermunicipal de Águas Residuais, a luta contra a pedreira dos Fiais da Telha, entre outras.

Marisa Matias falou sobre o Plano de Recuperação e Resiliência, que prevê 30% da verba para o combate contra as alterações climáticas. Para a eurodeputada, que já tinha estado há 4 anos em Carregal do Sal para dar uma força à candidatura autárquica, o interior do país não pode ficar de fora nem desse combate.

Deixe o seu comentário

Skip to content