Coolabora junta mais de 60 pessoas na iniciativa “Jovens na Serra pela Terra”

Foram sobretudo estudantes do ensino secundário e da UBI que estiveram nas Penhas da Saúde, Serra da Estrela a refletir sobre “como conciliar direitos humanos com a protecção do ambiente e com a sustentabilidade do planeta? O direito à propriedade, à mobilidade, entre outros, usufruídos sem preocupações com o bem comum, podem ser lesivos das gerações mais jovens, mas também de outras formas de vida que coabitam a Terra”, numa iniciativa “integrada no projecto Coolaboratório que vai até 2023 envolver jovens em iniciativas pelos direitos humanos”.
“Jovens na Serra pela Terra”. Foto da Coolabora

Estas oficinas foram, segundo comunicado da Coolabora, dinamizadas por Alcides Barbosa do Movimento Extinction Rebellion e Manuel Franco, dos Guardiões da Serra da Estrela, e afirmam que “o dia ficou marcado pelo entusiasmo dos jovens e das jovens que levantaram questões e fizeram propostas para que um maior equilíbrio entre o meio ambiente e os direitos humanos seja possível.”

Esta iniciativa serviu de arranque para o projeto Coolaboratório, co-financiado pelo Programa Cidadãos Ativ@s, componente dos EEA Grants (fundos da Noruega, Islândia e Liechtenstein), gerido em Portugal pela Fundação Calouste Gulbenkian em consórcio com a Fundação Bissaya Barreto. 

Segundo a Coolabora, este projecto que termina em Dezembro de 2023, “tem como objectivo estimular junto de jovens entre os 15 e os 27 anos, o activismo pelos direitos humanos e conta para isso com uma parceria que além da CooLabora, integra a Casa do Menino Jesus, a UBI e o Município da Covilhã.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados
Skip to content