Foto de ESTGL | Facebook

A apresentação será na Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego às 16h e vão estar presentes dois dos três autores, José Soeiro e Mafalda Araújo.

O livro “Cuidar de quem cuida – História e testemunhos de um trabalho invisível. Um manifesto para o futuro” foi escrito por José Soeiro, Mafalda Araújo e Sofia Figueiredo. Segundo a sinopse, “a partir de exemplos de Portugal e de outros países, Cuidar de quem cuida é um manifesto apaixonado por uma nova política pública de cuidados que reconheça o cuidador e o seu labor e desenha um roteiro das principais escolhas que teremos de fazer na próxima década para enquadrar os cuidados, reforçar as respostas sociais e cuidar de quem cuida”. 

No livro é referido que “em Portugal, estima-se que, além dos 700 mil profissionais de cuidados reconhecidos como tal, cerca de 800 mil pessoas prestem cuidados informais a idosos, dependentes, doentes crónicos ou pessoas com deficiência. Este trabalho invisível e marginalizado, levado a cabo com enorme sacrifício pessoal e, muitas vezes, incomportável prejuízo para quem o assume, representa, na verdade, 4 mil milhões de euros por ano”.

“Perante este cenário, e antevendo um aumento exponencial da necessidade de cuidados nas próximas décadas, é nosso dever enquanto sociedade prepararmo-nos e procurar respostas adequadas que não excluam uma parte importante e activa do seu todo. Devem os cuidados ser uma responsabilidade exclusiva das famílias, do Estado ou da sociedade civil? O Estado deve remunerar os cuidadores informais ou criar empregos para cuidadores profissionais? Por que razão as profissões mais essenciais são, tantas vezes, as menos valorizadas?”, são algumas das questões levantadas pelo manifesto. 

“Cuidar de quem cuida” vai ser apresentado na próxima terça-feira, 15 de dezembro, no auditório da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego, às 16h. Vai contar com a presença de dois dos seus três autores, José Soeiro e Mafalda Araújo. Também terá a intervenção de António José Pinto (Chalana). 

Deixe o seu comentário

Skip to content