Foto por Académicas. | Facebook

O movimento Académicas. esteve reunido esta semana com os reitores das universidades cujas associações académicas integram o movimento, face “à necessidade de preparação do próximo ano letivo”.

O movimento nacional das associações académicas universitárias foi criado já em época de pandemia pelas associações académicas das universidades de Coimbra (AAC), Algarve (AAUAlg), Aveiro (AAUAv), Beira Interior (AAUBI), Évora (AAUE), Minho (AAUM) e Trás-os-Montes e Alto Douro (AAUTAD).

O objetivo da reunião, que decorreu em Aveiro, passou por “mostrar às reitorias o que tem sido o trabalho das associações académicas e as nossas preocupações”, bem como perceber “o que as reitorias têm feito e podem fazer para uma melhor preparação do ano letivo”, segundo declarações de Ricardo Nora, presidente da AAUBI, à RCC.

“Para que se possa tomar certas decisões são necessárias as orientações por parte da DGS” explica ainda Ricardo Nora, acrescentando que “é disso que estamos à espera para que se avaliem o que será necessário, entre financiamento e linhas de apoio”.

O Académicas. tem reunido com os Grupos Parlamentares de diversos partidos, entre os quais o Bloco de Esquerda. Reunião onde, de vários assuntos, foi destacada a necessidade urgente de reforçar os apoios aos Serviços de Ação Social das instituições e o aumento das respostas de emergência prestadas à comunidade estudantil, como consequências da pandemia.

Deixe o seu comentário

Skip to content