Testemunho do jovem que foi agredido em Viseu por militantes do Chega

jovem-agredido-militantes-chega

O Interior do Avesso esteve à conversa com Pedro Correia, o jovem de 26 anos que foi agredido por um dirigente do Chega e agarrado pelo candidato à Câmara Municipal de Viseu, por motivações homofóbicas. Pedro falou-nos do que aconteceu desde que a sede do Chega se instalou por cima da sua loja, dos obstáculos criados por um agente da PSP para apresentar queixa e das mensagens que tem recebido nos últimos dias. O caso está agora a desenrolar-se no Ministério Público.

Militantes do Chega acusados de agressões homofóbicas em Viseu – https://tinyurl.com/noticiaagressao

Plataforma Já Marchavas reage às notícias da agressão homofóbica por militantes do Chega – https://tinyurl.com/reacaoplataforma

Mangual em Movimento condena veementemente as agressões homofóbicas por parte de elementos da direção do Chega -https://tinyurl.com/reacaomangual

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados
Ler Mais

Precariedade e Assédio na Stellantis (PSA) Mangualde

Catarina Martins esteve esta segunda-feira com trabalhadores da fábrica Stellantis (PSA) em Mangualde. O grupo teve apoios públicos nacionais e europeus, mas está a mandar embora todos os trabalhadores da geração mais nova que têm contratos a termo. E a sobrecarregar os efetivos.
Skip to content