O Serviço de Urgências do Hospital de Chaves, integrado no Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD), encontra-se neste momento sem pediatra em permanência durante a noite.

Segundo a Associação de Pais do Agrupamento de Escolas Dr. Júlio Martins de Chaves desde o verão de 2018 que o serviço de urgência pediátrica do Hospital de Chaves funciona sem médico pediatra, em permanência, durante o período das 20h às 08h. Também a autarquia de Chaves se mostra indignada com a situação referindo que esta “tem sido uma questão colocada de forma perseverante à ministra da Saúde, é importante que se olhe de forma distinta para as unidades hospitalares que ficam situadas no interior”.

O Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD) emitiu um comunicado acerca deste assunto em que informa que no período diurno a urgência pediátrica da instituição tem um médico permanente, em presença física. No período noturno as crianças que dão entrada no serviço são observadas por médicos do serviço de urgência, havendo um pediatra de prevenção que é chamado “em caso de necessidade”.

Pode ler-se no comunicado que “no período compreendido entre as 20h e as 08h, as crianças são observadas por médicos do Serviço de Urgência que, em caso de necessidade, chamam o pediatra que está de prevenção que, de imediato, se desloca ao hospital. Desta forma, está garantido o atendimento a todas as crianças, 24 horas por dia, sete dias por semana”. Ainda segundo informação do CHTMAD, em média, são atendidas cinco a seis crianças no período da noite, de um total de trinta a quarenta crianças atendidas diariamente.

Ainda de acordo com o comunicado, o CHTMAD considera que esta “é uma situação consonante com a realidade demográfica da região”.

O Hospital de Chaves, integrado no Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD), integra na sua área de abrangência os concelhos de Chaves, Montalegre, Boticas e Valpaços, num total de 82350 utentes.

(Escrito por MFS)

Deixe o seu comentário

Skip to content