Arquivo Interior do Avesso

O consumo de água no concelho de Mirandela disparou desde o início do confinamento, o que obrigou a autarquia a ativar a captação dos Eixes, que normalmente é utilizada em situação de emergência ou escassez de água. Com a chegada dos emigrantes e o consequente aumento do consumo, espera-se falta de água no concelho.

Segundo o Público, os consumos de água no concelho de Mirandela, no distrito de Bragança, dispararam desde o início do confinamento por causa da pandemia da covid-19. Mais precisamente, entre março e junho, o aumento do consumo foi de 16% face ao período homólogo do ano passado. A autarquia atribui esta situação ao confinamento imposto pela pandemia e à rega de jardins no concelho. 

Devido a isto espera-se um verão complicado, a autarquia já teve que ativar a captação de água dos Eixes, que normalmente só é utilizada em casos de emergência ou escassez de água. 

A região do Nordeste Transmontano, tal como outras regiões do país, na época de verão aumenta consideravelmente a sua população devido aos emigrantes que regressam para passar férias e em consequência também aumenta o consumo de água. 

Este aumento do consumo nos meses prévios ao verão foi só notado nos consumos domésticos devido ao teletrabalho ou à permanência das crianças e jovens em casa e não nas empresas e serviços que estiveram encerrados uma boa parte do tempo.

A autarquia de Mirandela considera que este aumento do consumo não está relacionado com o apoio dado às famílias, nomeadamente a gratuidade da fatura da água ou moratórias de pagamento porque estes benefícios começaram a ser implementados depois do aumento considerável dos consumos.

Deixe o seu comentário

Skip to content