Voto no Bloco é “aposta coerente, acertiva, objetiva e racional”

“A busca por uma economia saudável e socialmente justa, continua a ser a nossa luta”
Fotografia de Pedro Gomes Almeida

No distrito de Vila Real, as carências estão identificadas, apontou a cabeça-de-lista Enara Teixeira: “saúde pública desgastada, sem recursos, falta de médico de família e desinvestimento na saúde mental; inexistência de transportes públicos não poluentes e que sirvam as necessidades das populações mais distantes; o abandono e sucateamento da ferrovia; esquecimento da cultura e dos seus trabalhadores; educação deficitária, sem uma política coesa para a resolução dos professores e outros profissionais, em situação precária; o ambiente e os consequentes crimes de poluição dos recursos hídricos, a exploração das minas e a diminuição da biodiversidade”.

Enara sublinhou que “o voto no Bloco de Esquerda, com a candidatura por Vila Real é uma aposta coerente, acertiva, objetiva e racional, para resolver estas e outras questões”.

“A busca por uma economia saudável e socialmente justa, continua a ser a nossa luta”, rematou.

O Bloco Esquerda deu início ao período oficial da sua campanha com um comício em Viseu, que contou com intervenções de Catarina Martins e Pedro Filipe Soares e dos candidatos e candidatas Pedro Cardoso (Guarda), André Xavier (Bragança), Cristina Guedes (Castelo Branco), Enara Teixeira (Vila Real) e Manuela Antunes (Viseu).

Texto original de www.esquerda.net .

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts
Ler Mais

Mobilidade pública e coletiva, precisa-se!

É urgente repensar todo o modelo de mobilidade coletiva no distrito e cabe às autarquias darem o seu contributo para esta transformação que é inevitável. É preciso adequar a rede do serviço de autocarros, os seus horários e a sua frequência, às necessidades dos trabalhadores e população.
Skip to content