Galardão Mulheres Notáveis, iniciativa da CooLabora, recebe na edição de 2020, 116 nomeações, relativas a 95 mulheres provenientes da Cova da Beira, notabilizadas pela sua participação na esfera pública, aumentando assim os números da edição anterior.

A CooLabora, criada em 2008, é uma cooperativa de intervenção social que ter por objetivo contribuir para o desenvolvimento das pessoas, organizações e do próprio território, através de estratégias de promoção da igualdade oportunidades, da participação cívica, da educação e formação e da inclusão social. Segundo os próprios “Visam ser uma organização sustentável, com capacidade reconhecida de promover a inovação social, com intervenções marcadas pela qualidade e pelos princípios éticos.”

Esta iniciativa é uma realização da CooLabora, em parceria com os municípios de Belmonte, Covilhã e Fundão. Procura contribuir para tornar mais visível o papel das mulheres bem como estimular a sua participação na vida pública e decorre no âmbito do plano intermunicipal para a igualdade.

Em comunicado a CooLabora refere que “As áreas que recolheram mais nomeações foram a cidadania e a cultura, com mais de duas dezenas cada, seguindo-se o desporto, a política, a educação, a ciência e a economia.”

Referem que o júri é constituído por Dulce Gabriel (jornalista) Dulce Gomes (Rádio Clube da Covilhã), Catarina Rodrigues (LabCom, UBI), Luís Freire (Notícias da Covilhã), Miguel Nascimento (Rádio Cova da Beira), Nuno Francisco (Jornal do Fundão) Patrícia Figueiredo (SIC) e Teresa Correia (CooLabora). São profissionais ligados à comunicação social, que analisarão as propostas. 

Os resultados serão divulgados no próximo dia 6 de março, no Fundão, numa cerimónia pública. Na primeira edição deste galardão, em 2018, distinguiu Catarina Melo Rondão, estudante do 3.º Ciclo/Doutoramento em Ciências do Desporto da Universidade da Beira Interior.

Escrito por JL

Deixe o seu comentário

Skip to content