Bloco questionou Governo sobre atrasos no serviço postal em Boticas

Trabalhador dos CTT. Foto de Paulete Matos.

O Bloco de Esquerda questionou o Governo sobre o atraso sistemático na distribuição postal feita pelos CTT no concelho.

Recentemente, o Presidente da Câmara Municipal de Boticas voltou a denunciar a situação, que segundo o mesmo “se arrasta desde agosto de 2021, data em que a autarquia reportou junto dos CTT as repetidas falhas na entrega de correio”.

Segundo os deputados Bloquistas a situação torna-se insustentável para a população e tem resultado em prejuízos monetários, nomeadamente devido a faturas da eletricidade, da água, ou de serviços de comunicação que chegam já depois de ultrapassado o prazo de pagamento das faturas. Esta situação, por se ter tornado persistente, prova que a distribuição postal não está a ser feita devidamente.

Boticas é um concelho envelhecido, onde a maioria dos pensionistas recebem as suas reformas por vale postal, que chegam muito atrasados, causando imenso transtorno na vida quotidiana desta população e o no seu bem-estar.

O Bloco de Esquerda considera esta situação inaceitável e exige ao Governo  o cumprimento dos critérios de qualidade do serviço postal universal estipulado no contrato de concessão.

Related Posts
Dossier Águas do Planalto - O trabalho do Bloco de Esquerda
Ler Mais

Águas do Planalto: o trabalho do Bloco de Esquerda

Mal surgiu o principal ator da sociedade civil nesta reivindicação, o MUAP, no ano de 2014, na luta pela redução do preço da água, o Bloco de Esquerda prontamente começou a acompanhar os desenvolvimentos do processo, tentando ajudar e contribuir para a resolução do problema.
Skip to content