Aldeia Histórica de Monsanto | Facebook de Aldeias Históricas de Portugal

As Aldeias Históricas portuguesas anunciaram que assumiram a liderança da Comunidade Internacional de Destinos Turísticos Sustentáveis. É a primeira vez que o Instituto de Turismo Responsável atribui essa responsabilidade a Portugal.

Em nota de imprensa, a entidade responsável pelas Aldeias Históricas refere que “depois de, em Novembro de 2018, termos recebido o certificado BIOSPHERE DESTINATION, tornando-nos assim no primeiro destino em rede, no mundo, e o primeiro a nível nacional, a receber a distinção, voltamos a obter um importante reconhecimento por parte do Instituto de Turismo Responsável”. 

As Aldeias Históricas salientam na nota que “a organização internacional decidiu atribuir à rede das Aldeias Históricas a liderança da Comunidade Internacional de Destinos Turísticos Sustentáveis. É a primeira vez que um destino português é eleito para este cargo. Até ao momento, a liderança da Comunidade Biosphere estava a cargo da região de Thompson Okanagan, na Colúmbia Britânica. Situado no Canadá, este lugar foi eleito, em 2018 e 2019, como Destino Mais Sustentável do Mundo”.

 

Aproveitaram para propor “a realização de uma acção de responsabilidade social conjunta, a promoção em rede junto dos operadores turísticos, a partilha de boas práticas entre as equipas, a transferência de conhecimento para os diversos destinos e o reforço do envolvimento das empresas do sector já certificadas em matéria de sustentabilidade no turismo”. 

 

As Aldeias Históricas assentes no alto das serras, feitas de granito e xisto, conservam as histórias das tradições antigas e deslumbram pelas paisagens, património e simpatia das gentes que as habitam. São doze no total: Piódão, Linhares da Beira, Trancoso, Marialva, Castelo Rodrigo, Almeida, Castelo Mendo, Belmonte, Sortelha, Castelo Novo, Idanha-a-Velha e Monsanto.

 

Escrito por DG

Deixe o seu comentário

Skip to content