No dia 22 de Abril os candidatos ao Parlamento Europeu pelo BE, Bárbara Xavier e Sérgio Aires, visitaram o Bairro da Paradinha, em Viseu e o bairro Nossa Senhora do Castelo em Mangualde. Sérgio Aires está profissionalmente ligada ao combate à pobreza e às desigualdades sociais tendo presidido à Rede Europeia Antipobreza (EAPN) de 2012 até 2018. Bárbara Xavier é psicóloga e trabalha na Rede de Jovens para a Igualdade.
Nesta visita foram identificados várias insuficiências e problemas em ambos os bairros. No Bairro da Paradinha, em Viseu, Bárbara Xavier relata que “à entrada podemos ver um parque infantil completamente abandonado, não pelas crianças, mas pelos responsáveis de manutenção do mesmo colocando-as em risco, seja relativamente à sua segurança ou saúde”. Em contato com os habitantes ficaram a saber que o número de caixotes de lixo fica muito aquém das necessidades da população e que a recolha precisava de ser mais frequente. A visita ao Bairro da Paradinha deixou ainda visível a falta de manutenção dos espaços comuns.
No Bairro Nossa Senhora do Castelo em Mangualde os candidatos encontraram situações ainda mais extremas. Apesar das promessas de requalificação e manutenção que os habitantes relataram serem feitas pelo município, as habitações são incrivelmente precárias, pré-fabricadas, ainda com telhados de amianto e com um sistema de esgoto bastante deficitário. Bárbara Xavier disse ainda que “uma das situações que vimos em Mangualde foi o facto de grande parte dos telhados serem construídos em amianto e têm problemas de escoamento de águas, ou seja, a chuva que cai em cima das pessoas vem desses telhados. As condições são muito más”.
Além das condições físicas dos bairros visitados, os candidatos sublinham ainda as questões sociais e humanas, defendendo que é urgente que Viseu e Mangualde possam usufruir do impacto de um(a) mediador(a), especialmente para comunidades ciganas – a maioria da população que habita ambos os bairros descritos. Assiste-se constantemente à segregação e desrespeito pelos habitantes residentes em bairros sociais, que se agrava quando o tema são comunidades ciganas.
Segundo os candidatos “estas situações reforçam a permanência dos habitantes de bairros segregados no limiar da pobreza e dificultam a sua inclusão e desenvolvimento, com reflexo fora dos limites destas ruas”.
No mesmo dia, os candidatos também passaram por Castelo Branco onde se juntaram a Cristina Guedes, também candidata nas listas do BE ao Parlamento Europeu, tendo reunido e visitado a Associação Amato Lusitano, que desenvolve actividade em várias áreas, entre elas junto de bairros sociais e da comunidade cigana. Castelo Branco já tem mediador cultural, atividade que será seguida pela estrutura local do Bloco de Esquerda.

(Escrito por MFS)

Deixe o seu comentário

Skip to content