Foto por Antonio maia, CC BY-SA 3.0 <https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0>, via Wikimedia Commons

População de Carviçais, concelho de Torre de Moncorvo, está apreensiva com a poluição e com a falta de informação sobre a eventual instalação de uma fábrica de transformação de bagaço de azeitona na localidade.

A empresa, com sede no distrito de Beja, Casa Alta – Sociedade Transformadora de Bagaço comprou um terreno a um privado na localidade do concelho de Torre de Moncorvo, por 27 500 euros, adianta o Jornal de Notícias (JN), que teve acesso à escritura, segundo a qual “a compra destina-se ao exercício da sua atividade”.

Com pouca informação disponível, a polémica instalou-se e a população está apreensiva com a possibilidade. “É uma indústria poluidora, que pode ser prejudicial para a freguesia porque há outros casos no país, em que as pessoas se queixam de fundos e maus cheiros”, explicou ao JN Luís Eleutério, proprietário de um terreno junto ao que foi adquirido pela empresa.

As suspeitas e inquietação da população aumentaram ainda mais com a publicação de um anúncio de emprego para um funcionário para um novo projeto de uma fábrica de bagaço.

O JN pediu informações à Câmara Municipal e à APA (Agência Portuguesa do Ambiente), que não responderam, não tendo sido também possível contactar a empresa Casa Alta.

Deixe o seu comentário

Skip to content