APA emitiu contraordenação por falta de Título de Utilização de Recursos Hídricos para alteração da margem da Ribeira de Dardavaz na Zona Industrial Municipal da Adiça (Tondela), onde estarão a ser feitas obras para um sistema de combate a incêndios.

Segundo informações a que o Interior do Avesso teve acesso, o Auto de Notícia por Contraordenação emitido pela Administração da Região Hidrográfica do Centro da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) reporta ao final de maio na sequência de fiscalização do Núcleo de Proteção Ambiental do Destacamento Territorial da GNR de Santa Comba Dão.

A fiscalização detetou movimentação de terras na sequência de uma deslocação da GNR ao local motivada por uma denúncia de descargas poluentes na Ribeira de Dardavaz.

Descargas poluentes frequentes na Ribeira de Dardavaz têm sido alvo de revolta e denúncias por parte da população, do movimento cidadão Água de Dardavaz e de várias entidades como associações ambientalistas ou o Bloco de Esquerda.

A ribeira de Dardavaz deságua no Rio Criz que, por sua vez, é um afluente do Rio Dão junto à Albufeira da Aguieira, local de captação de água para consumo humano do sul do distrito de Viseu e de vários concelhos do distrito de Coimbra. A sua já chegou, através do eurodeputado do Bloco de Esquerda, José Gusmão, à Comissão Europeia, que pondera intervir.

 

Ver também:

Artigos do Interior do Avesso sobre a Ribeira de Dardavaz

Deixe o seu comentário

Skip to content