Manuela Antunes, de 54 anos, professora de Educação Física, é sobejamente conhecida em Viseu, onde nasceu e ainda hoje vive, pela dedicação e alegria com que se empenha na sua intensa atividade profissional, cívica, desportiva, associativa, sindical, cultural e política.

A cabeça de lista à Câmara Municipal de Viseu, “activista pelos direitos humanos e feminista 24h por dia”, é professora de Educação Física há 31 anos na E.B. Dr. Azeredo Perdigão, contabilizando 33 anos de serviço. 

Tem Mestrado em Desporto e Atividade Física, entre outras várias dezenas de formações nas áreas do desporto e educação e uma Pós Graduação em Teatro Aplicado (ESEV). No âmbito profissional é ainda membro da Assembleia Geral da Associação de Professores de Educação Física – APEF VISEU. 

Tem uma longa carreira desportiva e passou por vários clubes como atleta e como treinadora de Andebol (Clube Académico de Futebol, Associação Académica de Viseu, Benfica de Castelo Branco). Também no Voleibol passou por vários clubes (NDS Guarda, Clube Académico de Futebol, Associação Académica de Viseu e Lusitano Futebol Clube).

Na adolescência integrou o Sport Viseu e Benfica em Atletismo, o Clube Dínamo de Estação no Badminton, orgulhando-se “de ter dado o pontapé de saída da primeira equipa de futebol feminino em Viseu: Clube Grupo Editor Cultural e Desportivo”. 

Segundo nota do Bloco de Esquerda de Viseu, é de salientar que Manuela Antunes “foi a primeira mulher árbitra nos quadros nacionais da Federação Portuguesa de Andebol.” Mas o desporto é apenas uma das suas grandes paixões, sendo a outra o teatro.

Atenta à produção artística, tem participado ativamente em vários projectos com a comunidade promovidos pelo Teatro Viriato, Zunzum, Jardins Efémeros, entre outros agentes culturais da região. Integra o grupo de atrizes e atores do Grupo OFF e do Molhe de Grelos.

“Esteve 12 anos no movimento associativo de pais e encarregados/as de Educação em várias escolas da cidade e, como membro da Federação Regional das Associações de Pais de Viseu (FRAP), integrou a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Viseu (CPCJ) na qual foi presidente durante 6 anos (2008 a 2013)”, sublinha a nota.

Como activista política, tem integrado ao longo dos anos vários órgãos locais do Bloco de Esquerda (Comissão Coordenadora Distrital e Comissão Coordenadora Concelhia). Em 2012/ 2013 exerceu funções de deputada municipal, em substituição de Carlos Vieira. Foi candidata nas eleições europeias no ano de 2014 e candidata à CM Viseu nas eleições autárquicas de 2013 pelo Bloco. Neste momento, é deputada na Assembleia de Freguesia de Viseu desde 2017.

Programa participativo e em construção

O programa do Bloco de Esquerda do concelho de Viseu para as Autárquicas deste ano está em construção e todas as pessoas são convidadas a colaborar.

O desafio lançado pela candidatura é unir forças e coletivamente construir um projecto autárquico para o concelho de Viseu com propostas objetivas centradas nas reais necessidades das pessoas. “Só assim faz sentido construir uma candidatura autárquica!”

Este programa pretende abranger várias áreas de intervenção: transparência, democracia, cidadania e combate à corrupção; defesa do ambiente e dos animais; mobilidade; cultura e património; serviços públicos; direito à habitação; desigualdades sociais; igualdade/equidade de género…

Deixe o seu comentário

Skip to content