CooLabora juntou jovens ativistas na Serra da Estrela

A CooLabora organizou um encontro na Serra da Estrela em que participaram 50 jovens que se têm mobilizado através desta associação, na organização de campanhas de defesa dos direitos humanos. Durante dois dias participaram em oficinas e em debates em torno deste tema naquilo que foi o momento de encerramento do projeto Coolaboratório.

A CooLabora, associação que que contribui para o desenvolvimento das pessoas, das organizações e do território, através de estratégias inovadoras de promoção da igualdade de oportunidades, da participação cívica, da educação e formação e da inclusão social, organizou um encontro na Serra da Estrela em que participaram 50 jovens que se têm mobilizado através desta associação, na organização de campanhas de defesa dos direitos humanos. Durante dois dias participaram em oficinas e em debates em torno deste tema naquilo que foi o momento de encerramento do projeto Coolaboratório. Nos últimos dois anos, cerca de 80 jovens têm sido presença assídua na CooLabora, na maior parte, estudantes da UBI, vindos de todo o mundo e organizam campanhas de sensibilização contra a discriminação pela idade, contra o racismo, o machismo, em defesa da democracia, levando para a rua estas causas de uma forma irreverente e criativa.

Findo o período de financiamento do Programa EEA Grants, através da Fundação Calouste Gulbenkian e da Fundação Bissaya Barreto, é tempo agora de celebrar as realizações conseguidas, mas também de pensar como continuar esta dinâmica que já é uma marca na cidade.

Para além de ter apoiado e promovido o ativismo jovem em defesa dos direitos humanos, este projeto ainda formou 35 profissionais considerados estratégicos como o são, docentes que frequentaram uma ação de formação em educação intercultural em contexto escolar, dirigentes políticos e associativos formados em democracia participativa e profissionais de comunicação social que participaram numa ação formativa em discriminação nos órgãos de comunicação social.

Deste projeto resultou ainda um documentário com testemunhos dos jovens e imagens das campanhas que organizaram que será disseminado pelo país como forma de motivar outros jovens a tornarem-se ativistas na defesa dos direitos humanos.

Related Posts
Ler Mais

Covilhã: Festival Y#18 começa com Cosmophonia de Dada Garbeck

Do dia 13 de abril a 17 de junho de 2022, o Festival Y#18 está presente nas cidades de Covilhã e Castelo Branco, com Dada Garbeck, Costanza Givone, Inês Campos, David Marques, Denis Santacana e Raquel Castro. Com uma programação transdisciplinar que nos indaga e confronta com questões iminentes do mundo de hoje e, em simultâneo, nos propõe outras dimensões de existência possíveis.
Ler Mais

Poluição voltou ao rio Tua

No passado domingo era bem visível a sujidade, muita espuma e uma mancha de óleo entre Latadas e Frechas. População aponta o dedo a uma fábrica de produção de óleos. 
Skip to content