No final de Janeiro o Parque Industrial da Gândara, em Carregal do Sal sofreu novas descargas poluentes e ilegais dos seus efluentes. De acordo com as denúncias os principais focos de poluição tinham um cheiro intenso a soro e produtos lácteos que decorriam de um curso de água.
Na sequência destas denúncias o Núcleo Concelhio de Carregal do Sal do Bloco de Esquerda e a deputada na Assembleia da República, Maria Manuel Rola, visitaram o local e puderam comprovar este atentado ambiental.
A Agência Portuguesa do Ambiente acompanhados por técnicos do Município, realizaram uma inspeção a 8 de Abril em que verificaram a existência de indícios de rejeição de efluente para o sistema público de águas pluviais. Verificaram ainda uma pequena ruptura numa caixa de visita do sistema de águas residuais.
Também a SEPNA elaborou recentemente Autos de Notícia à empresa poluente por rejeição de efluentes sem Título de Utilização de Recursos Hídricos, tendo aconselhado a empresa a criar uma bacia de contenção no cais de descarga de leite, com vista ao encaminhamento de eventuais derrames de leite para a ETAR de Cabriz.
Em comunicado o Núcleo Concelhio de Carregal do Sal do BE apoia todos os projectos que criam um emprego de qualidade no nosso concelho e que elevam o nome de Carregal do Sal pelo país e pela Europa, porém afirma que continuará atento, e se fôr caso disso, denunciará estes casos, exigindo responsabilidade e boas práticas ambientais para que o concelho não seja vítima destes crimes ambientais.

(Escrito por MFS)

Deixe o seu comentário

Skip to content