Os últimos dados do IEFP indicam que o desemprego continua a subir nos distritos de Bragança, Castelo Branco, Guarda, Vila Real e Viseu. Castelo Branco regista a maior subida a nível de distrito. Os concelhos de Sertã, Vila de Rei, Manteigas, Mêda, Mortágua e São Pedro do Sul têm subidas acima da média nacional.

O Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) divulgou ontem a subida dos números de inscritos como desempregados para 410.174 a nível nacional. Valores que representam uma subida de 36,1% face a setembro de 2019, e de 0,2% face a agosto.

Do total de desempregados registados, 383.894 foram no Continente, estando 41,1% casados ou em situação de união de facto (157.897), dos quais 12.764 são pessoas casadas ou em união de facto em que ambos estão em situação de desemprego.

Sertã e Vila de Rei, do distrito de Castelo Branco, Manteigas e Mêda, do distrito da Guarda, Mortágua e São Pedro do Sul, do distrito de Viseu, são os concelhos com maiores subidas percentuais em relação aos valores de 2019 em período homólogo. Registam percentagens superiores aos 36,1% nacional.

Tondela, do distrito de Viseu, aproxima-se da média nacional, com 36,08%. Outras subidas particularmente elevadas, acima dos 20%, verificam-se em Bragança, Miranda do Douro, Vila Flor, Covilhã, Penamacor, Celorico da Beira, Alijó, Boticas,  Peso da Régua, Armamar, Carregal do Sal, Nelas, Resende, Santa Comba Dão e Sernancelhe

Deixe o seu comentário

Skip to content