Futuro da Dielmar só será decidido no início do próximo ano

Neste momento, as 245 trabalhadoras da fábrica de Alcains (Castelo Branco), cujos contratos cessaram a 10 de novembro, ainda não receberam nenhuma prestação do Fundo de Desemprego.
Dielmar
Foto por Beira Baixa TV | Facebook

Segundo notícia do Jornal do Fundão (JF), a venda da confeção de Alcains, em Castelo Branco, será decidida no início de 2022, quando será realizada nova Assembleia de Credores que votará as propostas apresentadas para a retoma de atividade.

“Teme-se que parte daquele que era um importante ativo, que era o conhecimento prático dos trabalhadores desta empresa com 56 anos, possa ficar desmembrado, com alguns a recusarem retomar a mesma profissão ou a terem já encontrado trabalho”, adiantou a mesma fonte.

O prazo para apresentação de candidaturas termina a 20 de dezembro e o procedimento tem agora outras regras: as propostas devem ser apresentadas em carta fechada acompanhadas de um cheque de caução (que será devolvida caso a proposta não vença). As cartas serão abertas no escritório do gestor de insolvência, João Gonçalves, o responsável por remeter ao juíz do Tribunal de Comércio do Fundão, aos credores e à comissão de credores a ata da assembleia com todas as propostas.

João Gonçalves é ainda o responsável por avançar com uma data para a realização da Assembleia de Credores, o que já se sabe que apenas acontecerá em janeiro, devido às férias judiciais.

O encerramento da Dielmar foi aprovado na Assembleia de Credores de 10 de novembro. Desde então, um perito já avaliou o património da empresa (stock terminado, matéria-primas, máquinas, frota de viaturas, alguns imóveis e marcas) no valor de cerca de um milhão de euros, adianta também o JF. Caso não surjam interessados na retoma da unidade fabril, este património será vendido em leilão.

As 245 trabalhadoras, cujos contratos de trabalho cessaram no dia em que os credores decidiram o encerramento, ainda não receberam a prestação do Fundo de Desemprego. A primeira prestação, segundo informações obtidas pelo JF junto de fonte do IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional, deverá ser transferida entre “16 e 18” de dezembro, correspondente aos 20 dias de novembro. Quanto à prestação de dezembro será paga a 28 deste mês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts
Ler Mais

Português, uma Língua sem Fronteiras

Apesar das fonéticas, sintaxes, vocabulários, etc., serem distintos por vezes, estamos a falar e a escrever o idioma português. Não há um idioma português (escrito ou falado) melhor que o outro, pelo contrário, são essas nuances que enriquecem a língua.
Skip to content