O Deputado do Bloco de Esquerda, Luís Monteiro, apresentou na Assembleia da República o projeto de resolução do Bloco para a autonomia da Escola Superior de Idanha-a-Nova, defendendo a necessidade de “se ir contra o pré-anúncio do seu encerramento”, garantir os instrumentos necessários para o financiamento do ensino politécnico e defender o património de conhecimento da instituição.

Luís Monteiro começou por cumprimentar as e os peticionários que participaram num processo que considera importante na defesa desta Escola Superior. Afirma que o Bloco de Esquerda reuniu com a direção da Escola Superior e com as organizações representativas dos estudantes da Escola Superior de Idanha-a-Nova.

Defende que o alargamento da base de apoio do ensino “faz-se na garantia de que o Ensino Superior está em todo o território e não faz sentido romper com essa lógica.” Considera que é necessário por em causa o pré-anúncio de encerramento, bem como, “defender o percurso, a trajetória, mas também o património de conhecimento que a Escola Superior de Idanha-a-Nova construiu ao longo destes anos” e garantir os instrumentos necessários para o financiamento do ensino politécnico e defender o património de conhecimento da instituição.

Considera por fim que os debates sobre “a importância do investimento em serviços públicos, numa economia territorial, numa economia baseada no conhecimento” são importantes, mas não se pode deixar “de lado aquilo que é a importância de investimento no Ensino Superior”.

One Comment

Deixe o seu comentário

Skip to content