Foto de INEM - Instituto Nacional de Emergência Médica | Facebook

O helicóptero do INEM localizado até à data em Santa Comba Dão, foi transferido para Viseu  no passado dia 22 de outubro. Segundo a ANAC esta decisão deve-se ao facto do heliporto não ter sofrido as necessárias alterações que a Direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Santa Comba Dão tem vindo a apontar como essenciais.

Em comunicado de imprensa o Bloco de Esquerda sublinha que a Direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Santa Comba Dão tem vindo a comunicar as necessidades do heliporto à Câmara Municipal, porém o Sr. Presidente da Câmara, apesar de alertado várias vezes, “questionado (na última Assembleia Municipal) perante tais rumores referentes à deslocação do helicóptero, afirma que se tratavam disso mesmo, rumores; defendendo tal tese pelo facto de ter já questionado o Ministério das Infraestruturas de Portugal e o Presidente do INEM. O que demonstra uma desorganização e descoordenação entre as diferentes entidades e a autarquia com relevantes consequências para as populações do concelho de Santa Comba Dão e concelhos limítrofes, bem como parte da região Centro servida por tal helicóptero de emergência.”

De acordo com o Bloco “as dificuldades que o heliporto de Santa Comba Dão apresenta são passíveis de serem resolvidas e, por isso, não se justifica a deslocação de tal serviço essencial devido à descoordenação e ineficácia entre as entidades de decisão e o munícipio.”

Os serviços deslocalizados não se ficam apenas pelo helicóptero do INEM, mas também a VMER (veículo médico de emergência rápida) associado ao mesmo serviço, o que leva a Comissão Coordenadora Distrital de Viseu do Bloco de Esquerda a considerar esta decisão prejudicial à população de Santa Comba Dão e a região que serve, mas também ao resto do país.

(Escrito por MFS)

Deixe o seu comentário

Skip to content