Aeródromo Municipal de Vila Real | Foto de Raquel Teixeira | Interior do Avesso

A linha regional aérea Bragança-Portimão vai ser encerrada temporariamente a partir de dia 22 de Fevereiro e a reactivação está pendente da contratação de serviço público, ainda não formalizado, informou a empresa Sevenair.

A Sevenair informou que a partir do dia 22 de Fevereiro, a linha aérea regional que liga Bragança, Vila Real, Viseu, Cascais e Portimão vai estar temporariamente encerrada.  A empresa refere que se trata de “uma situação externa à entidade e esperamos que seja solucionada a qualquer momento”. 

Relembramos que no dia 25 de Novembro de 2019, o Governo anunciava ter aumentado por 90 dias o contrato de exploração da linha aérea com a empresa Sevenair S.A, enquanto o contrato para os quatro anos seguintes aguardava visto do Tribunal de Contas. Enquanto o contrato esteve em processo de avaliação pelo Tribunal de Contas, a operadora aérea continuava a realizar os serviços ao abrigo de um ajuste directo celebrado para um período “estritamente necessário”, afirmou o Ministério das Infraestruturas. 

Com esta ligação é possível chegar de Bragança a Portimão em 2 horas e 35 minutos por 47 euros ou fazer Viseu a Cascais em 40 minutos por 35 euros. 

Desde Julho de 2019 que esta ligação aérea não faz paragem em Vila Real, tal como já noticiou o Interior do Avesso, devido ao encerramento “por tempo indeterminado” do aeródromo municipal. 

As ligações aéreas entre Bragança e Portimão decorrem no âmbito de um contrato resultante de um concurso público com publicidade internacional lançado em Dezembro de 2018 e fixava as obrigações de serviço público para a rota, garantindo os padrões adequados de continuidade, regularidade, qualidade, quantidade e preço. 

 

(Escrito por DG)

Deixe o seu comentário

Skip to content