Exploração Mineira | Shane McLendon on Unsplash

O GEOTA e a associação Integridade e Transparência vão realizar um debate online na próxima segunda-feira, 7 de dezembro, através da plataforma ZOOM. Na iniciativa vai-se discutir “o tema quente” da exploração de lítio em Portugal. 

Na próxima segunda-feira, 7 de dezembro, às 17:30h, vai realizar-se o debate online “Exploração de Lítio em Portugal: Riscos Ambientais e Transparência” organizado pelo GEOTA – Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente e a associação Integridade e Transparência. A iniciativa será através da plataforma ZOOM e a inscrição pode ser feita aqui. 

Os organizadores referem que “a exploração de lítio é um tema quente na sociedade portuguesa e na agenda política nacional. Com desafios globais, como as alterações climáticas, a exigirem soluções urgentes a todas as escalas, as baterias de ião-lítio terão certamente um papel a desempenhar nos sistemas energéticos do futuro”. 

“Que papel será esse numa transição energética democrática, justa e sustentável? E será possível adotar esta tecnologia sem provocar prejuízos sociais e ambientais inaceitáveis?”, questionam. 

O programa conta com as intervenções de João Joanaz de Melo (dirigente GEOTA e professor da FCT-UNL), Karina Carvalho (Diretora-Executiva da Transparência e Integridade), Armando Pinto (Associação Montalegre com Vida), Teresa Fontão e Carlos Seixas (Movimentos SOS Arga), entre outros. 

A GEOTA é uma organização não-governamental de ambiente de âmbito nacional, com estatuto de Utilidade Pública. Tem como missão a defesa do ambiente e a promoção do desenvolvimento sustentável. 

A Transparência e Integridade é a representante portuguesa da Transparency International, coligação global anticorrupção presente em mais de 100 países. Criada em 2010, detém também o Estatuto de Utilidade Pública. 

Deixe o seu comentário

Skip to content