O Bloco de Esquerda teve conhecimento, através de denúncias, que alegados ataques de aves necrófagas a animais de pecuária no Fundão prosseguem e já terão sido denunciados ao SEPNA. Este criadores de gado entendem que os animais poderão estar a ser feridos ou mortos por abutres, no entanto é sabido que estes animais não são predadores. Os bloquistas avançaram com uma pergunta ao Governo para recolher mais informação sobre o assunto.

Em Agosto de 2019, o Governo aprovou um plano de ação para abutres e grifos em Portugal, nomeadamente na Serra da Malcata e no Tejo Internacional. O aumento de alimento disponível para estas espécies é um dos principais objetivos do Plano de Ação para a Conservação das Aves Necrófagas. A estratégia elaborada pelo ICNF em articulação com a DGAV, alerta ainda para a necessidade de haver mais alimento disponível para estas aves, em especial para fortalecer a reprodução do abutre-preto e do britango. 

Desde os anos 90 que passou a ser proibido o abandono de carcaças de animais de gado nos campos, por imposição da União Europeia. Abutres e grifos passaram a alimentar-se exclusivamente nos chamados campos de alimentação, áreas vedadas onde é depositada alimentação para estas aves.

Em Junho de 2019, o Governo admitiu não ter conhecimento de alegados ataques de aves necrófagas na região da Beira Baixa. A secretaria de Estado do Ordenamento do Território afirmou não ter sido possível comprovar que estes ataques foram realizados por aves ou por outro tipo de animal. 

Na pergunta do Bloco, o partido afirma que “existe a perceção, nas associações que trabalham na conservação destas espécies, que estes ataques ocorrem em explorações pecuárias de alta densidade animal e muitas vezes associadas a mau maneio do gado ou até condições de mau estar animal. Estas também identificam que estes presumíveis ataques podem apenas ocorrer enquanto os animais estão a parir sem supervisão”.

O Bloco quer saber se o Governo tem conhecimento destas denúncias, quais as medidas tomadas para aferir as origens dos ataques e quais as medidas de clarificação e informação juntos criadores sobre esta situação. 

 

(Escrito por DG)

Deixe o seu comentário

Skip to content