Foto de Interior do Avesso

Encerramento das piscinas cobertas, “uma infraestrutura que se tornou parte da rotina de muitas e muitos Lamecenses“, que dura desde o verão de 2018, leva Bloco de Esquerda a questionar o município de Lamego.

Em comunicado, o Núcleo do Douro Sul do BE diz que a afluência a este equipamento “superou as expectativas “ desde a sua abertura “assim se manteve durante o tempo em que esteve aberta”.

 

As piscinas cobertas estiveram abertas pela última vez no Junho de 2018 e desde então não reabriram, segundo os bloquistas, “como consequência de um Executivo incapaz de investir em infraestruturas contributivas para a qualidade vida dos munícipes e inapto a fomentar investimento benéfico e sustentável para o concelho de forma a estimular o seu desenvolvimento”.

 

Continuam dizendo que “é primordial que esta inércia seja travada. Portanto, não se pode compreender o encerramento de uma infraestrutura que se tornou parte da rotina de muitas e muitos Lamecenses”.

 

Perante esta situação, o Bloco de Esquerda, questionou o executivo municipal com “o objectivo de dar a conhecer a toda a população os verdadeiros problemas existentes nas piscinas cobertas, bem como que medidas pretende o Município por em prática para resolver esta situação”.

 

O Complexo Municipal de Piscinas de Lamego foi inaugurado em 2018 e é composto por “um conjunto de piscinas descobertas e por um edifício que compreende duas piscinas cobertas, ginásio e outros equipamentos.”

 

Escrito por CC

Deixe o seu comentário

Skip to content